O livro e o filme - Querido John

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011


Sinopse: “Querido John”, dizia a carta que partiu um coração e transformou duas vidas para sempre.
Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar.

O livro é um dos meus romances favoritos. E olha que eu nem gosto muito de romance. É uma história simples, envolvente.
Quando John conhece Savannah sua vida começa a mudar completamente. Além de se apaixonar por ela, ele também amadurece muito, tanto como pessoa, como também no relacionamento com seu pai.
É a história de um amor e de como o destino e nossas escolhas pessoais influenciam nossa vida. E que no final mostra o que realmente significa amar uma pessoa e o que você está disposto a fazer e sacrificar por esse amor.

O filme é uma adaptação, então claro, não tem como colocar todos os detalhes do livro.
Embora tenha algumas diferenças, eu gostei do filme.
Normalmente cortam muitas partes, mas em Querido John o filme foi em grande parte fiel ao livro. Claro que tiveram algumas diferenças, como o fato de Savannah ser morena no livro e no filme loira, e o final complamente diferente.
Devo dizer também que a parte que mais me emocionou no filme não tem no livro, que é a parte que o John lê uma carta pro pai dele no hospital.

Apesar das diferenças, eu recomendo os dois. Ainda prefiro o livro, mas o filme também vale a pena.

Comentários via Facebook

4 comentários:

  1. o trecho em q ele lê a carta do pai tbm foi a que me fez chorar!
    lindu demais!

    ResponderExcluir
  2. Um amigo meu disse que não gostou pelo final, mas eu ainda vou ler.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Não gostei do filme, muitos detalhes passam despercebidos, Tim e Alan eram irmãos e não Pai e filho, o pequeno apê de sanannah onde depois de uma briga fazem amor, Tim conversando com John deitado, no hospital, onde pede a John que cuide de Sahannah caso algo aconteça com ele, e muitos outros, o livro é muito melhor, mesmo tendo um final não muito bom!

    ResponderExcluir