A Culpa é das Estrelas - John Green

sábado, 10 de agosto de 2013


Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Comprar



A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.





Logo na capa há uma frase do Markus Zusak que diz “Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais”. Eu me permiti roubar a frase porque ela resume bem o livro. Não cheguei a chorar de fato, mas toda a história é bem emocionante.

A Culpa é das estrelas conta a história de Hazel, uma jovem de 16 anos que tem câncer em fase terminal e precisa sempre de um cilindro de oxigênio. Em um grupo de apoio a crianças com câncer ela conhece o jovem Augustus Waters, o Gus, um garoto que devido ao câncer perdeu uma das pernas.

Os dois se tornam amigos e acabam se apaixonando. E o mais bacana é que a história de amor deles é bonita, inocente. Não é aquela coisa fantasiosa ou cheia de drama. É a história de dois adolescentes descobrindo o amor de onde parecia não ser possível ao mesmo que sabem que o final não ser o 'felizes para sempre'.

"Parecia que tinha sido, tipo, há uma eternidade, como se tivéssemos vivido uma breve, mas infinita, eternidade. Alguns infinitos são maiores que outros." (Pág. 210)

Outro grande ponto positivo é a forma como a doença é tratada. Como a sinopse diz, o Gus  é um personagem que tem um grande senso de humor, então ele e a Hazel estão fazendo piadas sobre a doença e planos, mesmo sabendo que não em tanto tempo pela frente. Não são pessoas que têm pena de si mesmos ou se entregam ao câncer. Eles aproveitam o máximo e como podem o tempo que tem.

A história tem toda uma carga dramática, mas o foco não é o drama, então é uma história leve e emocionante sem ser fantasiosa. É um livro lindo, com um romance lindo e personagens com atitudes e histórias igualmente lindas.

Misturando todo o sofrimento causado pelo câncer, o senso de humor do Gus e a história de amor e amizade que eles construíram apesar de todos os ‘contras’ é que a frase do Zusak faz todo sentido e volto a repetir, “Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais”.

- O.k. – ele disse. – Preciso ir dormir. Já é quase uma hora.
- O.k. – falei.
- O.k – ele disse.
Eu ri e repeti:
- O.k.
- O.k – ele disse depois do que pareceu ser uma eternidade. – Talvez o.k venha a ser o nosso sempre.
- O.k. – falei. (Pág. 71/72)

O livro é narrado pela Hazel e a narrativa do John Green prende a atenção do leitor. O livro não é perfeito, mas acredito que a grande sacada é o fato de que a história deixa várias reflexões, como por exemplo o fato de a gente reclama de tantas coisas enquanto pessoas em situações piores fazem o possível para tirar proveito de situações ruins. Uma grande lição em uma grande história. 

- ‘Sempre’ era uma promessa! Como é que você pode não cumprir uma promessa desse jeito?
- Às vezes as pessoas não têm noção das promessas que estão fazendo no momento que as fazem.
O Isaac me lançou um olhar ferino.
- Tá, tem razão. Mas você cumpre a promessa mesmo assim. Amar é isso. “Amar é cumprir a promessa mesmo assim.” (Pág. 61)

Comentários via Facebook

7 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Glaucea! Estou ansiosa para ler A Culpa é das Estrelas! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Eu me emocionei muito lendo esse livro. É leve, simples, mas tão carregado que chega a sufocar. Gus e Hazel são personagens cheios de esperança, e ao mesmo tempo muito conscientes de suas realidades. Adorei o tratamento que o John Green deu a eles e à doença e ao universo como um todo. É o tipo de livro que faz a gente amar sofrer.

    Beijos,
    http://nossosromancesadolescentes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Glaucea, adorei sua resennha. Eu queria ler o livro, mas tenho um pouco de receio de me deprimir. Então, preciso esperar um pouco. hehehe
    Beijocas doces.
    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Súper resenha;fiquei curiosa quanto ao livro.
    Amei que passou por lá;muito obrigada viu :)
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  5. Fala maravilhas sobre esse livro
    E parece ser muito bom mesmo, além de emocionante

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Eu sou louca para ler algo desse autor, esse livro em especial. Claro que tem um marketing todo envolvido, mas parece valer a pena. Espero que minha leitura seja tão emocionante quanto a sua.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  7. eu acho esse livro perfeitíssimo!!

    ResponderExcluir