O futuro de nós dois - Jay Asher e Carolyn Mackler

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Autores: Jay Asher e Carolyn Mackler
Editora: Galera Record
Páginas: 381
Compare e compre

É 1996 e menos da metade dos alunos das escolas de ensino médio dos Estados Unidos já tinham usado a internet. Emma acaba de ganhar o primeiro computador e um CD-Rom da América Online de Josh, seu melhor amigo. E ao instalar o programa, logo no primeiro acesso, descobrem que acabam de entrar no Facebook, dali a 15 anos. Todos se perguntam como será o futuro.Josh e Emma estão prestes a descobrir...

Uma leitura super leve e rápida, cheia de clichês e sem grandes reviravoltas, mas costumo gostar dessas histórias mais despretensiosas e com esse livro não foi diferente.

O futuro de nós dois conta a história de Josh e Emma, vizinhos e amigos de longa data. Depois de ganhar um computador do pai e instalar o programa de internet, Emma descobre o Facebook. O grande X da questão é que o ano é 1996 e nesta época o Facebook ainda não existia.

O perfil de Emma tem fotos e informações dela dali a 15 anos, assim como o de Josh. Com uma visão de como estarão no futuro, os dois começam a fazer coisas no presente que acabam modificando o futuro a cada vez que abrem a rede social.

Josh é um personagem muito fofo. Do tipo mais tímido, ele tem um amor não correspondido por Emma. Já Emma é a típica personagem chata e egoísta que desperta a vontade de entrar no livro e dar umas boas sacudidas. Ela tem medo de expor os sentimentos e acaba tendo vários relacionamentos sem significado.

Quando descobre o que o futuro os reserva, os dois primeiro ficam em choque, Josh atéacha que se trata de uma brincadeira, mas depois eles acabam aceitando o futuro. Josh aparentemente terá uma boa vida, enquanto Emma não gosta do seu eu no futuro.

Sem saber, os dois acabam fazendo coisas que interferem nesse futuro e quando percebe isso, Emma começa a tentar mudar o futuro propositalmente. É aí que entra o lado egoísta da personagem: ela começa a fazer coisas que interferem não só na vida dela, mas também na dos amigos, de forma negativa inclusive, apenas para que ela tenha uma boa vida também. Isso sem contar que a todo momento ela compara o seu futuro com o de Josh, deixando claro o quanto é invejosa.

Ao mesmo tempo algumas coisas são justificáveis. Se eu visse que uma coisa que eu fiz hoje me prejudicou de alguma forma no futuro, possivelmente faria diferente e tentaria mudar de alguma forma.
" - Eu me lembro da teoria do dominó - comenta e assiste a mais alguns segundos dos homens discutindo na TV. - Se não impedirmos algo ruim de acontecer, a coisa continua se disseminando até ficar praticamente impossível tomar alguma providência a respeito dela. Pág. 287
Chega um momento em que as tentativas de mudar o futuro acabam interferindo também no presente e a personagem precisa analisar até que ponto essas mudanças valem a pena e quando é hora de parar de olhar para dali a 15 anos e focar no presente.

A narrativa é dividida entre os dois personagens e isso é um grande positivo, porque dá para acompanhar a forma como cada um encara os fatos. Além disso, o livro tem uma parte mais cômica também e é bacana acompanhar as situações em que os personagens se metem para tentar mudar as coisas.

Outra ponto bastante interessante foi acompanhar e relembrar como as coisas eram antes desse "boom" da internet, como por exemplo a internet discada, o discman, as fotos que precisavam obrigatoriamente serem reveladas e o celular que só servia mesmo para fazer e receber ligações.

É interessante perceber como a nossa vida é totalmente ligada na tecnologia e como tudo é mais fácil hoje em dia. Em 1996, por exemplo, os personagens precisam andar quilômetros para dar um recado para alguém, quando hoje podemos ligar, mandar uma mensagem ou whatsapp.

E mesmo a história não sendo tão profunda, até porque nem tem essa pretensão, ainda dá para tirar como reflexão o fato de como as coisas que a gente faz tem influência na nossa vida. AS escolhas que fazemos hoje influem diretamente no nosso futuro. Mas também deixa a se pensar que precisamos sim fazer nossas escolhas pensando no que é melhor pra gente, mas nem por isso temos que deixar de viver o presente e focar apenas lá na frente.

Enfim, é um livro adolescente com um pouco de comédia, drama e um enredo bacana com uma narrativa que flui. Volto a dizer, não é um livro inovador ou com reviravoltas surpreendentes, mas é sim uma boa leitura.

Comentários via Facebook

8 comentários:

  1. tenho uma grande dúvida sobre esse livro pois não acho a história interessante pois o que resta saber é se vão ficar juntos no final.
    mas vou tentar ler http://blogradioactive.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Glau!Este livro foi nostalgia pura e relembrei de coisas que eu até tinha esquecido que existiram um dia. Quero conferir mais livros do autor.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre leio resenhas positivas sobre esse livro, é uma história que eu gostaria de ler sim, o enredo parece ser bem interessante! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie
    Este livro tem um tema bem atual e interessante, sou curiosa para ler.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Li este livro quando foi lançado e adorei, me lembrou muuuito a época em que a internet estava surgindo e deixando de ser um bicho papão, passei por muitas coisas narradas neste livro, hehe. Tenho vontade de reler um dia.

    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Li este livro quando foi lançado e adorei, me lembrou muuuito a época em que a internet estava surgindo e deixando de ser um bicho papão, passei por muitas coisas narradas neste livro, hehe. Tenho vontade de reler um dia.

    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Glaucea!
    Legal relembrar o início da internet e achei interessante isso deles verem o futuro através do facebook.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  8. A premissa do livro é interessante, apesar de meio clichê, mas acho que daria uma chance. Parece ser uma leitura leve para passar a tarde.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir